casamento gay

Hoje aconteceu a 15ª Parada Gay em São Paulo na Av. Paulista. Aí, vocês leitores do Peguei o Buquê! perguntam: O que nós temos com isso? E aí eu explico…

Em Maio de 2011 o STF (Supremo Tribunal Federal) legalizou a união civil de homossexuais no Brasil. (União estável, casamento, Peguei o Buquê…tá começando a fazer sentido esse post!)

O que isso significa do ponto de vista legal?

Significa que agora homossexuais podem se casar no Brasil, e têm sua união reconhecida pela justiça. Isso faz com que tenham os mesmos direitos que hoje os casais heterossexuais têm, como por exemplo, herança, pensão, comunhão de bens, plano de previdência, inclusão em planos de saúde e etc. Antes dessa data os casais homossexuais já podiam solicitar o documento de união estável, mas esse funcionava como uma espécie de contrato e se houvesse qualquer problema era tratado nas varas cíveis, funcionando apenas na divisão de bens, nessa nova realidade qualquer julgamento que envolva casais homossexuais passa a fazer parte da Vara da Família, ou seja, são reconhecidos como entidade familiar. Essa decisão deve facilitar inclusive a adoção de crianças por pessoas do mesmo sexo.

O STF, sinceramente me surpreendeu de maneira positiva com essa decisão. Acho que estamos no século XXI e não podemos nos deixar levar por preconceitos banais e sem sentido, ainda mais quando esses ultrapassam a barreira do bom senso. Quem é heterossexual e ainda tem dificuldade de aceitação, ok, acho que ninguém é obrigado a aceitar como outros aceitam, mas respeitar é fundamental e considero obrigatório sim! Respeito é SEMPRE obrigatório, não importa a situação.

E para os casais “homos” que passeiam por aqui, já aviso que será uma honra casá-los e estou super feliz com essa notícia!

PS: Em breve posto algumas sugestões e protocolos para esse tipo de cerimônia, estou pensando e pesquisando cosamigogay.

  • Oi Thá, achei muito bom este post. Eu sou a favor do respeito entre os demais, algo que deveria ser essencial na vida de qualquer um.
    Gostei também da sua matéria!

    Beijos Gi

    • Thais Denker

      Que bom que gostou, Gi!