buque de noiva_home

Se tem um acessório que não pode faltar na noiva no dia do casamento, esse item é o buquê, certo? Errado. A noiva não precisa carregar necessariamente um buquê. Pode carregar um terço, um botão de flor, os dois, o buquê e o terço, fora a variedade de tipos de buquês!

As opções mais convencionais são: o redondo, o de cascata e o de braçada, apresentado nessa mesma sequência aqui para vocês:

Um pouco sobre cada um.

Buquê Redondo: É o mais tradicional de todos, o mais pedido e no geral ele fica bem com a maioria dos vestidos mesmo, com saias com detalhes mas sem muito exagero, ele é o mais recomendado. Como carregar o buquê redondo? Ele deve ser carregado mais para o lado, na altura da cintura para que não esconda os detalhes do vestido. Não fica bonito o buquê sendo carregado bem em cima, pois além de esconder os detalhes do vestido, nas fotos não fica elegante.

Buquê Cascata: É um modelo bem chic se for bem usado. Ele pede modelos sem muitos bordados ou volume, pois o próprio buquê já é volumoso, caso contrário, fica muito poluído. A menos que você seja uma princesa que irá casar num castelo com todo o glamour. Não aconselho para quem vai usar vestidos curtos. Como carregar o buquê de cascata? Carregue-o mais abaixo da altura da cintura e mais centralizado do que o redondo, por exemplo.

Buquê de Braçada: Eu acho phynno. É o modelo ideal para saias muito volumosas, cheias de rendas e babados. Como carregar o buquê de braçada? Carregue como se fosse um bebê. As flores podem inclusive ficar um pouco para fora do braço, fica bonito. Ele deve terminar um pouco abaixo da linha da cintura

Abaixo a ilustração que fiz para vocês entenderem melhor o posicionamento deles na hora de carregar.

Cuidados gerais:

♥    O buquê nunca deve ser muito pesado, para não cansar seu braço;

♥    O buquê jamais deve esconder os detalhes do vestido, decote e muito menos o seu rosto;

♥    O buquê não deve “brigar” com o seu vestido e outros acessórios;

Fora os convencionais buquês, existe algumas outras opções, como uma flor solitária, um terço, um ramo de erva…deixe a imaginação fluir!

Me conta qual você escolheu!

Beijos,

Thaís