dia_da_alianca_Atelier1

Se tem uma coisa que é símbolo do casamento é a aliança, não é? Existem muitas histórias sobre o seu surgimento, uma bem bacana é relacionada a um costume hindu de usar um anel para simbolizar o casamento, os gregos e romanos receberam e interiorizaram este costume e escolheram um dedo específico para o uso, o quarto dedo da mão esquerda, pois nele, passa uma veia (vena amoris) que estava diretamente ligada ao coração. Owinn que fofo!

No início a aliança era tida como um certificado de propriedade da noiva, ou de compra da noiva, indicando que a mesma não estava mais disponível para outros pretendentes. A partir do século IX, a igreja cristã adaptou a aliança como um símbolo de união e fidelidade entre casais cristãos.

Muitas crenças nasceram então, como, por exemplo, o fato de os escoceses dizerem que a mulher que perde a aliança está condenada a perder o marido. Eu já teria perdido o meu! hahahaha

Mas, contamos tudo isso porque queremos apresentar para vocês um fornecedor mega especial, o Dia da Aliança, gente é muito legal mesmo!! Lá, o casal pode produzir as próprias alianças, junto com a joalheira, é claro.

Segundo a sócia e fundadora, Barbara Guth, há um envolvimento grande do casal quando eles próprios confeccionam as próprias alianças. “Eles ficam encantadíssimos com todo o processo, pois sempre são surpreendidos com cada etapa de construção”, afirma.

O processo dura em torno de 5h e faz parte do pacote um fotografo que perpetua  este momento tão especial! Além, é claro, de um lounge a céu aberto, doces e champagne. A Bárbara faz questão que cada momento da confecção seja único.

Se você, assim como eu, se encantou pelo trabalho do “Dia da Alinaça”, entre em contato com a Bárbara Guth e agende um horário. Você não irá se arrepender!

Crédito: http://diadaalianca.com.br/